5 PASSOS PARA SEPARAR A PESSOA FÍSICA DA PESSOA JURÍDICA



Desde cedo aprendi a controlar as finanças pessoais. Isto me ajudou a criar um hábito saudável de anotar meus gastos diários, as contas a pagar assumidas, minhas previsões de receita e o controle da minha conta corrente.

Em novembro de 1994, juntamente com mais dois sócios fundei a SP Informática.

Por ter maior afinidade com as finanças, fiquei responsável por organizar o financeiro da empresa. Sendo assim tomei algumas ações que nos ajudou e manter separado a pessoa física da Jurídica e também o controle financeiro da empresa.


Vou contar passo a passo como fizemos:


Passo 1 - Dinheiro da empresa é da empresa e não dos sócios

Ficou estabelecido que ninguém poderia “pegar” dinheiro, ou fazer uma retirada sem respeitar as regras estabelecidas, ou seja, respeitar o limite estabelecido da retirada de cada um (passo 2), e manter o registro da retirada na data do acontecimento.


Passo 2 - Determine um valor de retirada mensal de cada sócio

Como todos os sócios exerciam um ou mais cargos na empresa, tinham responsabilidades e cumpriam uma jornada de trabalho, cada um tinha um “salário” ou “pró labore” mensal. Isto era uma retirada fixa, não era participação no lucro da empresa, entrava como custo fixo, como se cada um fosse um funcionário.


Passo 3 - Tenha uma conta corrente exclusiva da empresa

Abrimos uma conta corrente para a empresa de forma que a movimentação de dinheiro, cobrança de clientes, pagamentos de fornecedores eram efetuados através desta conta. Também criamos uma conta interna a qual chamamos de “Tesouraria”, que era o dinheiro que ficava na empresa proveniente de recebimentos em mãos e pagamentos diários referente a gastos da empresa como manutenção e limpeza, cafezinho, entre outros.


Passo 4 - Mantenha o registro diário dos pagamentos e recebimentos

O primeiro benefício é saber onde foi o dinheiro e também ter um controle efetivo do saldo diário do caixa da empresa (Banco + Tesouraria). Retiradas dos sócios eram abatida do saldo respectivo da retirada de cada sócio, desde que não ultrapasse o limite estipulado. É óbvio que havia exceções, vez ou outra alguém precisava de um valor a mais num determinado mês, mas, isto só era possível se não fosse atrapalhar o fluxo de caixa da empresa. Este valor retirado a mais era registrado e abatido do mês seguinte.


Passo 5 - Respeite os 4 passos anteriores.

Atualmente não tenho mais sócios além da minha esposa, porém, continuamos respeitando os quatro passos anteriores e mantemos um planejamento financeiro, pois, com isto obtemos informações de suma importância para a tomada de decisões, analisamos se a empresa é lucrativa do ponto de vista econômico e saudável do ponto de vista financeiro.


E você, tem dificuldade em separar a pessoa física da jurídica?

#finanças #gestãofinanceira #planejamento #controlefinanceiro

36 visualizações
  • Facebook Social Icon

SP INFORMÁTICA

Rua Major Infante Vieira, 375

Vila São José

CEP: 86430-000

Santo Antônio da Platina - PR

(43) 3534-4804

© 2017 Desenvolvido por SP Informática. Telefone (43) 3534-4804